Chuva forte no Rio causa mortes e coloca estado em estágio crítico

10/04/2019

Brasil | RJ



Chuva forte no Rio causa mortes e coloca estado em

estágio crítico



Foto: Pixabay - imagem liberada

Após o período de intensas chuvas no início de março, a tempestade voltou e causou alagamentos, deslizamentos e interdições desde segunda-feira, 08/04. Assim, colocando a cidade novamente em estágio crítico. Até o momento já foram confirmadas 10 mortes.


Dentre as vítimas fatais estão o taxista Marcelo Tavares e duas passageiras - Lucia Xavier Sarmento Neves e Júlia neves Aché (avó e neta). O veículo foi encontrado soterrado na Avenida Carlos Peixoto, em Botafogo, bairro da zonal sul do Rio.


Além das três vítimas fatais no bairro de Botafogo, foi confirmada as mortes de Guilherme N. Fontes na Gávea, Doralice do Nascimento, Gerlaine do Nascimento e Gilson no Morro da Babilônia - Leme, Reginaldo Exidro Silva, Leandro Ramos Pereira (levou um choque enquanto limpava o ralo de casa) em Santa Cruz e um homem, ainda sem o nome identificado em Jardim Maravilha.


PRINCIPAIS VIAS COM INTERDIÇÕES TOTAIS E/OU PARCIAIS


A Avenida Niemeyer foi fechada e parte da ciclovia Tim Maia desabou, desta vez sem vítimas. Ainda há trechos alagados, principalmente na zona sul da cidade, uma das regiões mais castigadas pela forte chuva.


  • Av. Niemeyer, em ambos os sentidos;

  • Alto da Boa Vista, em ambos os sentidos;

  • Av. Borges de Medeiros, sentido Rebouças, altura do Parque dos Patins;

  • Mergulhão Billy Blanco (galeria Y - altura do Hospital Lourenço Jorge);

  • Estr. do Magarça - Bairro Jardim Maravilha;

  • Av. Engenheiro Souza Filho, altura do Muzema;

  • Av. Visconde de Albuquerque; 9. Estrada do Galeão, altura da Praça do Avião;

  • Diversas vias da Ilha, Guaratiba e Santa Cruz apresentam acúmulo de água. Equipes da Comlurb e da Seconserma já estão realizando uma varredura nos dois bairros e atuando no escoamento da água.


De acordo com os boletins divulgados pelo centro de Operações do Rio, desde a segunda, a cidade permanece em estágio de crise e o informe mais recente, disponibilizado hoje, às 11 horas da manhã, alerta previsão de chuva fraca a moderada a qualquer momento, podendo ser forte em pontos isolados. Os ventos estarão fracos a moderados.


As escolas da rede pública tiveram as aulas suspensas e a orientação é evitar sair de casa, pois segundo a prefeitura, ainda há previsão de chuva intensa. Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. As pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil Municipal.


Serviços - telefones necessários:


  • Corpo de Bombeiros: 193;

  • Defesa Civil: 199;

  • Central de Atendimento da Prefeitura: 1746.


Importante: Não passe trote, isso dificulta o trabalho de resgate.

© 2020 - Vitor Catanho

Todos os direitos reservados

  • https://www.youtube.com/channel/UCZz
  • Black LinkedIn Icon